segunda-feira, 5 de julho de 2010

Lugano liga para médico do São Paulo e dificilmente poderá encarar a Holanda

Carlos Padeiro
Em São Paulo

O uruguaio Lugano corre contra o tempo para participar da reta final da Copa do Mundo. O zagueiro torceu o joelho na última sexta-feira, durante o duelo com Gana, e dificilmente terá condições de enfrentar a Holanda nesta terça. No domingo, ele ligou para o médico e dirigente do São Paulo, Marco Aurélio Cunha, para falar sobre a contusão.

“Foi mais uma conversa de amigo. Ele falou sobre o diagnóstico e está em tratamento”, contou Marco Aurélio Cunha.

Questionado se acredita que o atleta de 29 anos poderá participar dos dois últimos jogos da Copa, o médico e cartola respondeu: “Acho difícil, porque é uma dor que incomoda. Depende da visão crítica do próprio paciente. Mas em se tratando de Lugano, eu não duvido de nada.”

Nesta segunda, véspera das semifinais do Mundial, o capitão da Celeste treinou separadamente dos demais companheiros. O técnico Oscar Tabarez não confirmou se o beque está vetado, mas no fim de semana já havia testado a equipe com Mauricio Victorino e Diego Godin na zaga.

"Estes prazos curtos complicam a recuperação. Hoje [domingo] corri sem dor e isto é muito positivo. Mas tem pouco tempo para a partida contra a Holanda. Amanhã [segunda] verei se estou 100%. É difícil", afirmou Lugano, no último domingo.

O uruguaio defendeu o São Paulo entre 2003 e 2006, foi campeão da Libertadores e do Mundial da Fifa e virou ídolo da torcida.

Na África do Sul, ele carrega uma garrafa com um adesivo do distintivo e do mascote da equipe paulista. De vez em quando, o jogador, que atualmente defende o Fenerbahce, da Turquia, aparece no CT da Barra Funda para visitas ou para realizar tratamento.

Muitos são-paulinos estão na torcida pelo Uruguai justamente por conta da presença do zagueiro. “Vou assistir ao jogo do Uruguai com a camisa do Lugano. Não só por causa dele, mas por causa do Forlán também, que é uma herança do coração uruguaio no São Paulo”, destacou Marco Aurélio Cunha. O meia-atacante Diego Forlán é filho de Pablo Forlán, atleta do time do Morumbi na década de 1970.

Fonte: GloboEsporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário