sábado, 31 de julho de 2010

Eu Ainda Acredito SPFC X Ceará


E eu tive a honra de poder fazer o pós jogo neste dia, apesar de não ser um clássico, apesar de não ser uma final, nem o jogo mais importante do clube.
Desde o início do jogo se notava a diferença no time, era um time muito mais ofensivo, prova disso foram as três bolas cabeceadas pelo zagueiro Alex Silva e a entrada de Ricardo Oliveira colaborou muito pra isso. Termina o primeiro tempo 0 x 0, infelizmente nossa torcida foi quem falhou dessa vez, o time saiu de campo vaiado pelo torcedor tricolor, entendo o protesto, o motivo do protesto e a decepção do torcedor com o que vem acontecendo, mas quando o time entra com uma postura diferente e resolve melhorar, o torcedor deve apoiar, dar força, afinal torcedor torce, não é?
Enfim, não sei se foi o protesto ou o que, mas algo fez com que o segundo tempo fosse melhor do que o primeiro, não basta a postura tem que ter resultado, e foi o que tivemos.
Saiu Xandão para a entrada do habilidoso Fernandão (e que ele jogue assim contra o Inter na próxima quinta), saiu Fernandinho e entrou Dagoberto, numa cobrança de escanteio o gol de cabeça do 15 Fernandão, um grande alívio e esperança no peito, sai o grito engasgado, o desabafo tricolor, a dedicação do gol foi para Ricardo Gomes, o que se mostrou um gesto admirável do atacante. Logo em seguida, o melhor lance do jogo, o gol sensacional de Ricardo Oliveira, o craque nos deu essa alegria em menos de 25 min. do segundo tempo, o habilidoso Ricardo Oliveira saiu para a entrada de Casemiro. E infelizmente acontece o gol do ataque que foi considerado o pior da série A do Brasileirão na melhor zaga do Brasil 2 x1, e as dúvidas começam a surgir, será que isso é suficiente para vencer o Inter? Por que que o time não consegue vencer com tranquilidade? Por que sentimos insegurança e sentimos que alguns jogadores desistem do jogo? Por que não jogam até os 48 min. do segundo tempo? E o pior, por que tenho essas dúvidas?

Mas consegui obter uma resposta, no maravilhoso gesto do nosso capitão, fim de jogo, Rogério Ceni reuniu todos os jogadores no meio de campo pra chamar a torcida, pra renascer a esperança, pra nunca desacreditar. O São Paulo nunca nos abandonou, zona de rebaixamento jamais, não vai ser agora que vamos abandoná-lo. Vamo São Paulo, Vamo São Paulo, Vamo ser Campeão!!!!

Foto: Miguel Schincariol

Com um olho no gato, outro no peixe

O Tricolor entra em campo neste sábado com o que Ricardo Gomes tem de melhor, pois precisa de vitória, já que só conseguiu um ponto em 4 jogos, e ocupa a 15º posição na tabela do Brasileirão. Só que o que todos querem mesmo é vitória convincente no jogo de volta da Libertadores 5ª feira no Morumbi, onde o São Paulo pega o Internacional.


Também pudera, já que todos sabem que o campeonato mais importante para o clube é a competição continental. Por conta disso, as duas maiores torcidas organizadas protestaram antes do jogo. Duas faixas foram expostas: uma dizendo que a "Libertadores é obrigação", e outra com a mensagem "Jogadores e diretoria: respeitem os torcedores que pagam caro por ingresso! Raça, atitude e comprometimento". Quando o ônibus com a delegação chegou ao estádio, o grupo pediu respeito à camisa e apenas saudou o goleiro Rogério Ceni



Fonte: globoesporte.com

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Por dentro do Tricolor!


PARABÉNS: Depois da notícia de que será o novo preparador físico da Seleção Brasileira, Carlinhos Neves recebeu os cumprimentos dos companheiros de São Paulo nesta sexta-feira à tarde, no CT. Antes do treino, ele conversou por alguns minutos com Rogério Ceni e a comissão.

MUDANÇA: O atacante Ricardo Oliveira usará a camisa de número 99 no Campeonato Brasileiro. Já na Copa Libertadores, o são-paulino está utilizando a camisa 19. O jogador tem contrato com o clube do Morumbi até o fim desta temporada.

DISPUTADO: Antes do rachão desta sexta-feira à tarde, Ricardo Oliveira foi disputado pelos dois times, já que era sua estreia na atividade. O jogador acabou ficando no time de colete, que perdeu por 4 a 2. No fim, o zagueiro Alex Silva, da equipe vencedora, se gabou: "Vem na minha, velho", já que Oliveira não "acertou" com o seu time.

FOTOS: Carlinhos Neves e o volante Hernanes, que também foi convocado para o amistoso contra os EUA, no dia 10 de agosto, tiraram fotos 3x4 para enviar à CBF. As fotos serão colocadas nos documentos da dupla quando estiverem com a Seleção.

PROMESSA: Depois de Casemiro, José Vitor e Lucas Gaúcho, o meia Marcelinho é outro campeão da Copa São Paulo deste ano treinando com o time profissional. O camisa 10 foi um dos destaques da Copinha e será observado mais de perto por Ricardo Gomes.

INAUGURAÇÃO: Na próxima segunda-feira, dia 2 de agosto, às 19h, o São Paulo irá inaugurar seu Buffet Infantil, no portão 17 do estádio do Morumbi. Mais informações no: 3749-8020 ou 3749-8030.

Fonte: Site Oficial.

Richarlyson para por três semanas e não pega o Inter


O volante Richarlyson desfalcará o time do São Paulo por três semanas. Depois do jogo contra o Internacional, no Beira-Rio, na última quarta-feira à noite, o camisa 20 são-paulino se queixou de dores na região posterior da coxa esquerda.

Nesta sexta-feira de manhã, Richarlyson foi submetido a uma ressonância magnética e foi constatado um estiramento no local. Com isso, o volante não estará à disposição para o duelo decisivo contra o time gaúcho na próxima quinta-feira, no Morumbi, pela Copa Libertadores.

Sem o jogador, o técnico Ricardo Gomes tem duas boas opções. A primeira delas é Xandão. Caso o jogador seja o escolhido, o treinador irá manter o esquema com três zagueiros. Já se Cleber Santana ficar com a vaga, o Tricolor passará a jogar no 4-4-2.


Fonte: Site Oficial.

Ricardo sinaliza mudança e dupla fica de olho em vaga


Depois do jogo contra o Internacional, na última quarta-feira, no Beira-Rio, o técnico Ricardo Gomes sinalizou com mudanças na equipe. O treinador não confirmou, mas a equipe titular poderá sofrer alterações. Com isso, alguns jogadores começam a ganhar força no elenco.



Na partida em Porto Alegre, três entraram no decorrer da partida. O mais aguardado foi Ricardo Oliveira, já que o atacante fazia sua reestreia pelo Tricolor Paulista. Além dele, o volante Cleber Santana e atacante Fernandinho também ganharam uma oportunidade no time.



Fernandinho busca novamente recuperar o seu espaço, depois de sua estreia arrasadora marcando quatro gols em 40 minutos. Para isso, o camisa 12 segue se dedicando ao máximo nos treinamentos e jogos à espera de um chamado de Ricardo Gomes.



"É importante você entrar bem quando o time está precisando. Os atacantes também estão ajudando na parte defensiva e isso é importante. Você sempre tem de estar pronto para entrar e ajudar os companheiros", explicou o são-paulino.



Entre as análises feita pelo comandante no Beira-Rio, Ricardo também planeja um time mais forte fisicamente no Morumbi. Força que não falta a Cleber Santana. Depois da Copa do Mundo, o jogador vem sendo constantemente elogiado pelo treinador.



"Estou feliz de poder entrar e ajudar. Infelizmente não conseguimos o resultado desejado no Sul. Mas corremos bastante. Com o Morumbi cheio vamos fazer uma grande partida e, se Deus quiser, avançar para a final", ressaltou Santana.



Ricardo só deverá confirmar as possíveis mudanças no time na próxima semana. Para o duelo diante do Ceará, neste sábado, no Morumbi, ele deverá colocar em campo uma equipe diferente. Com isso, Fernandinho e Cleber Santana já poderão mostrar que estão prontos para o duelo decisivo contra o Internacional.

Fonte: Site Oficial.

Em crise, Sport busca contratação de Marcelinho Paraíba do São Paulo


Atacante não vem sendo aproveitado na equipe paulista e pode pintar na Ilha do Retiro. Alto salário pode ser o único empecilho para o acerto.

Na 15ª colocação na Série B do Campeonato Brasileiro, o Sport não vem agradando sua torcida e se aproxima cada vez mais da temida zona do rebaixamento. Para tentar abafar a crise e reforçar o time, a diretoria está em negociações para a contratação do atacante Marcelinho Paraíba do São Paulo. Dirigentes do Leão estão na capital paulista para buscar uma negociação.

Pouco aproveitado pelo técnico Ricardo Gomes, ele é visto pelos dirigentes pernambucanos como um bom reforço para a sequência da temporada. A única coisa que pode impedir o desfecho da negociação é o alto salário que o jogador recebe no Tricolor paulista. A diretoria do Sport buscará um acordo para pagar a metade do valor, que seria completado pelo São Paulo.

Fonte: globo.com
Foto: vipcomm

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Acredita, São Paulo! Retrospecto é favorável


Das 52 vitórias atingidas no Morumbi pela Libertadores, 30 foram por dois ou mais gols


Depois da derrota para o Internacional por 1 a 0, no Beira-Rio, o São Paulo terá de vencer o rival, no próximo dia 5 de agosto, no Morumbi, por dois ou mais gols de diferença para ficar com a vaga na grande decisão da Copa Libertadores deste ano.

Apesar de não ter marcado gol fora de casa, o Tricolor Paulista está confiante e esperançoso quanto um triunfo diante de sua torcida, que irá lotar o estádio. E o time tem um bom retrospecto atuando no Morumbi pelo torneio continental, onde é tricampeão.

Das 52 vitórias alcançadas no estádio são-paulino, o Tricolor Paulista conquistou 30 por dois ou mais gols de diferença (58%), resultado que classificaria o time na próxima quinta-feira. Já dez triunfos foram por resultados que dariam a vaga na final para o Internacional (19%).

Se o São Paulo devolver o placar do Beira-Rio, a partida vai para os pênaltis. Ao longo destas 52 vitórias, 12 foram por 1 a 0. Nesse quesito, o time paulista está acostumado com a pressão. Venceu cinco das seis disputas que fez na Libertadores.

"Em casa, com a ajuda da nossa torcida, vamos pressionar. O Inter tem uma boa vantagem, pois não sofreu gols em casa. Temos de conseguir reverter isso sem ser vazado também", explicou o técnico Ricardo Gomes .

Na atual temporada, apenas uma vez o São Paulo não atingiu o placar que o classificaria diante do Colorado. Nas oitavas de final, a equipe empatou sem gols com o Universitário-PER e só conquistou a vaga para a fase seguinte nas cobranças de pênaltis.

Já diante do Monterrey-MEX (2 a 0), Nacional (3 x 0) e Cruzeiro (2 x 0), o São Paulo fez o resultado necessário. Diante do Once Caldas-COL, o placar mínimo (levaria para os pênaltis). Sem contar que, dentro de casa, são cinco jogos em que defesa são-paulina ainda não foi vazada pelos adversários.

Fonte: Site Oficial

Rodrigo Souto: "Podemos reverter essa vantagem"


Para reverter a vantagem do Internacional, que venceu o primeiro duelo da semifinal da Libertadores por 1 a 0, o São Paulo pretende usar a mesma arma do adversário no próximo dia 5 de agosto, na partida de volta, que está marcada para o estádio do Morumbi.

Segundo o volante Rodrigo Souto, o Tricolor Paulista tem de pressionar o time gaúcho desde o começo de jogo e não dar espaço para eles não criem jogadas. Para se classificar, o São Paulo precisará vencer por dois ou mais gols de diferença. Uma vitória por 1 a 0 levará a decisão para os pênaltis.


"Temos de fazer a mesma coisa que o Inter fez com a gente. Não deixaram a gente jogar. E precisamos fazer isso no Morumbi, onde teremos de ditar o ritmo de jogo. É possível sim reverter esta vantagem", ressaltou o camisa 18 tricolor.

O apoio da torcida para este duelo decisivo será fundamental. Até a última quarta-feira, já foram vendidos mais de 30 mil ingressos. Rodrigo Souto espera que o time possa desenvolver o bom futebol para que a torcida possa confiar e apoiar o time os 90 minutos.

"Temos de demonstrar que estamos querendo. Aí torcedor vem junto com a gente. A nossa atitude nos primeiros minutos vai fazer com que a torcida acredite em nós", completou Souto.


Fonte: Site Oficial

Técnico lamenta pouca posse de bola no Sul

Diante do Internacional, nesta quarta-feira à noite, o São Paulo mostrou muito força defensiva apesar da derrota por 1 a 0, no Beira-Rio. No entanto, o técnico Ricardo Gomes acredita que o grande problema do Tricolor foi o futebol apresentado durante o primeiro tempo.

Segundo o treinador, a equipe se postou bem defensivamente, mas pecou no ataque. Na primeira etapa da partida, o São Paulo pouco ofereceu perigo ao gol do goleiro Renan. No segundo tempo, melhorou, segundo o comandante tricolor.

"Tivemos um problema de não segurar a bola lá na frente e ficamos atrás demais. Foi o grande problema do primeiro tempo. Melhoramos um pouco no segundo. Rifamos muito a bola no primeiro tempo. Assim o Internacional cresceu e ficou em cima", disse Gomes.

"Finalizamos pouco. Nosso primeiro tempo foi muito abaixo do esperado. Desperdiçamos muito esta posse de bola. Tínhamos de enfrentar a marcação deles. Eles tiveram o domínio do jogo, mas o placar não foi tão ruim para o São Paulo. Vamos virar no Morumbi", completou o treinador.

O São Paulo volta a campo no próximo sábado diante do Ceará, em casa, pelo Campeonato Brasileiro. Para esta partida, o treinador deverá poupar alguns jogadores visando o duelo pelo torneio continental. Ele já fez isso contra o Santos, no último domingo, na Vila Belmiro.



Fonte: Site Oficial

Rogério Ceni revela insatisfação com 'algo que não pode acontecer'

Semblante irritado e econômico nas palavras. Este foi Rogério Ceni após a derrota por 1 a 0 para o Internacional, no Estádio Beira-Rio, nesta quarta-feira, no primeiro jogo pela fase semifinal da Taça Libertadores. Mas o goleiro não escondeu a insatisfação com o time ao deixar o gramado. E não quis revelar o motivo específico do descontentamento.

- É uma coisa nossa, interna. Não posso falar. Posso dizer que não foi nada com o lance do gol. Trata-se de uma coisa que sempre converso com os jogadores. Isso não pode acontecer - criticou Ceni, sem entrar em detalhes, em entrevista ao SporTV.

Resignado, o arqueiro tricolor reconheceu o mérito de Giuliano, autor do único tento da partida.

- O gol deles foi merecido. O Giuliano pegou bem na bola - disse.

O Tricolor terá de partir para cima do Inter no dia 5 de agosto, no Morumbi. O São Paulo precisa vencer por dois gols de diferença. Se ganhar por 1 a 0, a decisão da vaga será nos pênaltis.

Fonte: Globo.com

Um medroso, covarde e apático SPFC

O título já diz muito do que achei do jogo de hoje.

MEDROSO: adj. e s.m. Que ou aquele que tem medo; pessoa a que falta energia, ou resolução; receoso, temeroso.

COVARDE: adj. Medroso, poltrão, pusilânime.

APÁTICO: adj. Insensível a tudo, indolente, indiferente: um caráter apático.

Podemos considerar que esses adjetivos viraram "nomes do meio" do São Paulo Futebol Clube? Pelo futebol apresentado após o término da Copa do Mundo, sim.

Na medicina, há duas formas de denominar uma doença: AGUDA e CRÔNICA.

A aguda pode levar à morte rapidamente.

A crônica é aquela que se desenvolve lentamente e é de degradação contínua. Pode levar à morte também, obviamente.

O câncer é uma doença crônica. O Ricardo Gomes, então, pode ser considerado o câncer do SPFC?

Eu aposto nessa opção.

O que foi esse jogo? E esse medo?
Não sei se só eu penso dessa forma, mas tática defensiva é MUITO DIFERENTE de covardia.
E foi uma covardia vergonhosa que eu vi por 90 minutos.

De que adianta ter o melhor goleiro do mundo se temos alguns jogadores mais perdidos que cego em tiroteio durante o jogo?

Durante o jogo tive a impressão de ver só o Rogério Ceni contra 11 jogadores.
Os outros companheiros de equipe do nosso MITO estavam a passeio lá no Beira-Rio?

Tá faltando vergonha na cara, hein... Tá faltando muita coisa, quero dizer.
Diretoria OMISSA. Técnico BURRO.

Termino esse meu post extremamente MAU HUMORADO com umas frases:

"Futebol é para se jogar procurando o gol e não tentando apenas se defender"

"O futebol está em decadência, a tendência é piorar. Tudo bem que antigamente havia mais espaço para se jogar, que a preparação física não era a mesma de hoje. Acontece que agora os jogadores não sabem sequer passar uma bola."

Frases de Telê Santana, que essa semana estaria completando 79 anos.
Que belo presente de aniversário, Telê...


Enfim.
Próximo jogo é no Morumbi.
E que seja diferente...

E assim eu vou acreditando. Aos trancos e barrancos? SIM. Mas vou torcendo.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

LIBERTADORES VIROU OBRIGAÇÃO!

Saudações Tricolores!

E hoje é dia de ansiedade, dia de Tricolores reunidos, dia de Libertadores.
Os últimos jogos pelo Campeonato Brasileiro, não agradaram muito os olhos dos torcedores!
Mas se fizermos um pequeno retrospecto, não muito longe, logo alguns dias atrás, antes da parada pra Copa do Mundo, nós vamos encontrar um São Paulo que faz jus a todos apelidos carinhosos que os torcedores lhe dão!
Um São Paulo SOBERANO, um São Paulo que vinha com uma atuação um pouco desastrosa antes da partida conta o Cruzeiro que até então era o favorito. Mas o JASON com a entrada do Fernandão, teve os seus momentos de glória!
E é o que nós torcedores esperamos que aconteça hoje como o nosso Bem amado São Paulo!
O Internacional é favorito?
O Cruzeiro também era.
O São Paulo está tendo uma atuação desastrosa?
Ótimo, nós também tivemos antes do jogo contra o Cruzeiro, ou alguém já se esqueceu de como foi suado passar pelo Universitários do Peru?
Não estou dizendo que devemos esquecer a atuação ruim que o nosso time da fé teve nos últimos jogos, mas acredito que podemos confiar no nosso Tricolor, como já pudemos confiar outras vezes!
Mesmo porque o capitão ressaltou:

"Diferentemente dos outros três jogos, o time foi competitivo, algo que não havia acontecido depois do retorno do Brasileiro. Por isso, precisamos desse mesmo espírito contra o Internacional. Só assim podemos passar de fase."

Acredito que assim como pra torcida, para os nossos heróis também:

LIBERTADORES VIROU OBRIGAÇÃO!

terça-feira, 27 de julho de 2010

Washington deixa o São Paulo e está acertado para voltar ao Fluminense

Atacante perdeu espaço no clube do Morumbi com a chegada de Ricardo Oliveira e voltará para o clube onde viveu ótima fase em 2008





O atacante Washington não veste mais a camisa do São Paulo. Em negociação ocorrida nesta terça-feira, o atacante acertou a sua saída do Morumbi e vai assinar a rescisão de contrato ainda nesta tarde. Com isso, nem segue com a delegação para Porto Alegre, onde nesta quarta o time enfrenta o Internacional, pela semifinal da Taça Libertadores da América. Washington está a caminho do Fluminense, clube pelo qual atuou em 2008, antes de se transferir para o São Paulo. Segundo o empresário Gilmar Rinaldi, o negócio deverá ser concluído ainda nesta terça-feira.

O Fluminense acertou verbalmente com o atacante um contrato de seis meses, renovável por mais um ano. A assinatura só será feita depois que o jogador realizar exames médicos, já que tem acompanhamento especial de um cardiologista por causa de um problema no coração. Os exames serão marcados para os próximos dias.

Washington chegou ao Morumbi em janeiro de 2009, visto como um dos principais reforços para a temporada. Vinha do Fluminense, time com o qual havia sido vice-campeão da Libertadores de 2008, inclusive marcando um gol decisivo sobre o São Paulo nas quartas de final.

Depois de uma temporada de altos e baixos, ele renovou com o Tricolor Paulista após se destacar na reta final do Brasileiro. No entanto, em 2010, foi novamente para o banco em algumas ocasiões e lá ficou após a chegada de Fernandão, para a disputa das quartas de final da Libertadores. Agora, com a apresentação de Ricardo Oliveira, o Coração Valente foi em busca de espaço no futebol carioca.

No Fluminense, ele terá a concorrência de dois jogadores de peso com as mesmas características: Fred - que ficará 20 dias parado por causa de um estiramento na panturrilha - e Emerson. Para o ataque, o técnico Muricy Ramalho ainda conta com Rodriguinho e Alan, além do garoto Wellington Silva (de 17 anos).


Fonte: globo.com

(Foto:Gaspar Nóbrega /VIPCOMM)

A História de Vitórias

Essa série de textos foi criada depois que ouvi (e me viciei!) o CD "Coração de 5 Pontas", do Hélio Ziskind, que a primeira vista parece um conjunto de músicas infantis, mas que me fez chorar com a história do clube que eu amo e que não tenho adjetivos para qualificar: o São Paulo Futebol Clube!


Escrever sobre a história Tricolor não é difícil, ainda mais vivendo na "geração Wiki", onde o Google pode responder a todos os nossos anseios. Difícil é colocar nessas palavras a alma, a vida, o "coração de 5 pontas Tricolor!


Os textos foram divididos, e serão postados aqui semanalmente. O primeiro você confere agora.

- O Começo

O futebol chegou ao Brasil. Charles Miller veio da Europa trazendo duas bolas e algumas camisas e saiu logo montando seu time e fazendo com que outros montassem os seus. Às margens do Rio Tietê vários times se formavam, jogando um futebol "diferente", sem posição específica, jogo violento etc. É nessa época que nasce o futebol do Clube Paulistano, que daria origem ao "Mais Querido", e como era de se esperar, o time mais campeão da época. Infelizmente, por conta de adversidades entre a diretoria, o departamento de futebol acabou chegando ao fim, deixando desolados seus torcedores.

Mas o que os rivais não esperavam é que alguns sócios teriam a brilhante ideia (obrigada sócios!) de formar aquele que ostentaria o nome da maior cidade do país, que logo se tornaria o maior campeão dele.

A ata de fundação do então "São Paulo da Floresta" foi assinada em 26 de janeiro de 1930, porém a data de fundação oficial é de 25 de janeiro do mesmo ano, coincidindo assim com o aniversário da cidade. Desde então o Tricolor manteria suas tradicionais cores: vermelho, branco e preto.



E com apenas um ano de idade, o "bebê" São Paulo levantou a sua primeira taça, ganhando o campeonato paulista sobre o rapazote Corinthians, já com 21 anos. O Tricolor goleou o rival por 4 a 1, com gols de Armandinho (2), Friedenrich (o Pelé daquela época) e Araken. Segundo presentes naquele jogo (como o meu vô Gaitinha), o Tricolor jogou tão bem que até os torcedores do Corinthians ovacionavam os nossos heróis.



E assim começou a freguesia...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Telê Santana o Mestre dos Mestres!

Há 79 anos atrás, nascia em Itabirito Minas Gerais, Telê Santana da Silva.

Dia 26 de julho de 1931, quem poderia imaginar nessa data, que Telê Santana da Silva se tornaria o tão grande Telê Santana...

Telê começou sua carreira curiosamente como goleiro, mas percebeu que a ponta era sua melhor posição.

Iniciou a carreira como ponta no Itabirense Futebol Clube, mas sua carreira deslanchou mesmo quando foi transferido pro Fluminense. E por lá teve uma passagem memorável e assim foi também no Guarani, Madureira e Vasco.

Telê era um exemplo de disciplina, chegou a ganhar o troféu Belfort Duarte, prêmio que recebiam os atletas disciplinados, e ele se orgulhava disso, ganhou o apelido de fio de esperança, por ser franzino e insistente. Telê era habilidoso.

Depois de encerrada a carreira impecável de jogador, Telê Santana como passou a ser chamado, deu ínicio a sua carreira como técnico no Fluminense, treinando ainda os juvenis do clube.

Foi o primeiro técnico Campeão Brasileiro com o Atlético Mineiro em 1971.

Conduziu a Seleção Brasileira em 1982 para Copa Espanha, e infelizmente não obteve o sucesso esperado, a Itália nos derrotou no placar de 3 x 2.

Em 1986, novamente técnico e novamente uma derrota com o time favorito, dessa vez a França.

Telê por ser muito disciplinado e exigente era chamado de ranzinza, muito questionado e chamado de pé frio, o reconhecimento tinha que vir...

E veio com 7 títulos no São Paulo Futebol Clube, entre eles o bicampeonato da Libertadores da América e o bicampeonato Mundial Interclubes com o bem amado São Paulo em 1992 e 1993 derrotando Barcelona e Milan.

Em 1996, Telê Santana sofreu uma isquemia cerebral durante exames de rotina que debilitou sua saúde e o afastou dos campos de futebol.

O SPFC esperou a recuperação do técnico,mas teve que promover Muricy Ramalho.

Em 2003 Telê passou por uma cirurgia e amputou parte da perna esquerda.

Em 2006 piorou progressivamente e lutava no hospital contra o seu pior adversário. Telê Santana morreu no dia 21 de abril de 2006 aos 74 anos, nos deixando órfãos do seu exemplo dentro e fora de campo, de suas palavras que muito nos ensinaram, Telê pregava o futebol arte, sem violência.

Foi homenageado por jogadores em todo país. Isso mostra o quanto foi amado.

Telê Santana um herói do Brasil.

“É impossível alcançar a perfeição, mas é possível aproximar-se dela” Palavras do Mestre Telê, mas eu tenho absoluta certeza que na memória dos São Paulinos, muito mais que isso na memória de todos admiradores de futebol, Telê Santana alcançou a perfeição!

Telê Santana é um nome, mas poderia ser um adjetivo.

Olê, Olê , Olê, Olê, Telê, Telê!!




Nome Completo: Telê Santana da Silva

Nascimento: 26 de junho de 1931
Morte: 21 de abril de 2006

Times de Telê Santana como jogador:
Itabirense Futebol Clube
Fluminense
Guarani
Madureira
Vasco da Gama

Estréia de Telê Santana no futebol profissional: 1951 - Fluminense

Títulos como jogador:
• Campeonato Carioca (1952 e 1959)
• Torneio Rio - São Paulo (1957 e 1960)

Equipes que Telê Santana foi técnico:
• 1969-1970 - Fluminense
• 1970-1976 - Atlético Mineiro
• 1977-1979 - Grêmio
• 1980-1982 - Palmeiras
• 1982 - Seleção Brasileira (Copa de 1982 - Espanha)
• 1983-1985 - Al Ahly da Arábia Saudita
• 1986 - Seleção Brasileira (Copa de 1986 - México)
• 1988-1989 - Flamengo
• 1990-1996 - São Paulo

Títulos de Telê Santana como técnico:
• 1969 - Taça Guanabara e Campeonato Carioca (Fluminense)
• 1970 - Campeonato Mineiro (Atlético Mineiro)
• 1971 - Campeonato Brasileiro (Atlético Mineiro)
• 1977 - Campeonato Gaúcho (Grêmio)
• 1983 - Campeonato da Arábia Saudita e Copa do Golfo (Al Ahly)
• 1984 - Campeonato da Arábia Saudita (Al Ahly)
• 1985 - Copa do Golfo (Al Ahly)
• 1988 - Campeonato Mineiro (Atlético Mineiro)
• 1991 - Campeonato Brasileiro (São Paulo)
• 1991-1992 - Campeonato Paulista (São Paulo)
• 1992-1993 - Copa Libertadores de América e Campeonato Mundial Interclubes (São Paulo)
• 1993 - Supercopa Sul-americana (São Paulo)
• 1993-1994 - Recopa Sul-americana (São Paulo)
• 1994 - Copa Conmebol (São Paulo)

domingo, 25 de julho de 2010

SPFC x Santos


Logo nos primeiros lances vimos que seria um jogo bom, foi muito disputado, o árbitro Luís Flávio de Oliveira errou e não foi pouco, deixou de marcar faltas, marcou algumas que não existiram e foi com um erro marcando uma falta a favor do Santos (que não existiu) que o nosso artista Rogério Ceni fez duas belas defesas seguidas, e nesse mesmo lance Renato Silva se machucou e parecia estar desacordado, bom seria se ele saísse de campo naquela hora.
Obviamente o time reserva tinha mais vontade de vencer e de jogar, o time não estava mal, terminou o primeiro tempo 0x0.
Segundo tempo. O time tem vontade sim, mas falta finalização (Washington fora de campo), falta criatividade, e o time joga com medo, e aos 15 minutos do segundo tempo o mesmo Renato Silva que eu ainda não entendi porque joga no nosso SOBERANO faz um gol contra, ninguém entendeu o que ele quis fazer. Mas o erro dessa derrota não foi do Renato Silva e sim mais uma vez do Ricardo Gomes que demorou para mexer no time, que poupou Marlos e o time todo, entendo que o time deve ser poupado para a Libertadores, mas Marlos tem que mostrar serviço, é novo e tem que estar entrosado para jogar bem na Libertadores.
Saiu Jorge Wagner para a entrada de Washington, saiu Cleber Santana e entrou Hernanes, saiu Marcelinho Paraíba (que não jogou nada) e entrou o meu preferido Marlos, o jogo termina, mais uma derrota.
Mas temos um consolo, o time não jogou mal, já foi diferente dos outros três jogos, e aconteceu o mesmo recentemente contra o Cruzeiro, o nosso SPFC não estava nada bem e depois nos trouxe alegrias, bons resultados e esperanças, e é o que acontecerá quarta-feira contra o Inter. Vamo São Paulo!!!!!

sábado, 24 de julho de 2010

SanSão bem anêmico


Amanhã às 16h na Vila Belmiro acontece a partida entre Santos e São Paulo.

Nesse Clássico que já levou multidões aos estádios de ambas as equipes, talvez vejamos um jogo apático, bem diferente do nome que leva.

Tanto o Mais Querido quanto o Peixe ainda não ganharam os três pontos após a parada da Copa. O time da Baixada, mesmo tendo os jogadores mais "valorosos" da atualidade, perdeu todos os últimos três jogos que disputou.

Mais uma semelhança: Santos e São Paulo disputam importantes competições na próxima quarta-feira: a final da Copa do Brasil e a fase semifinal da Copa Libertadores, respectivamente. Estariam os times pensando em jogos "mais importantes"?

O técnico do Santos, Dorival Junior, ainda não definiu a equipe que encara o Tricolor. Conforme o site oficial do clube, apenas o meia Paulo Henrique Ganso e o zagueiro Durval estão confirmados.

Já Ricardo Gomes definiu uma equipe reserva, visando a recuperação de alguns atletas para a primeira partida contra o Internacional. Entram em campo Rogério Ceni; Renato Silva, Samuel, Xandão e Diogo; Casemiro, Richarlyson, Cléber Santana e Jorge Wagner; Marcelinho Paraíba e Fernandinho.

A novidade na lista de convocações são os garotos da base, que pela primeira vez serão opção no banco de reservas. Aos garotos Casemiro, Lucas Gaúcho e Zé Victor, campeões da Taça São Paulo de Futebol Junior, desejamos boa sorte, e que tragam muitas alegrias à nossa torcida!

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Ricardo Oliveira acerta retorno e reforça ataque do São Paulo

Após quatro anos, Ricardo Oliveira está de volta por empréstimo ao São Paulo. Em fase final de recuperação de uma cirurgia no joelho, o centroavante será inscrito na Copa Libertadores, mas provavelmente terá condições de entrar em campo apenas nas finais, caso o time tricolor supere o Inter na semi.

A diretoria ainda não oficializou o acerto por conta de detalhes burocráticos que restam. O clube paulista desembolsará uma quantia ao Al-Jazira, equipe dos Emirados Árabes que detém os direitos econômicos do jogador.

Oliveira ficará até dezembro, mas com possibilidade de ampliar o contrato até o meio do ano que vem. Ele já iniciou atividades com bola no CT da Barra Funda.

“Esperávamos uma recuperação mais lenta. É impressionante. Vendo os treinamentos ele já tem uma força considerável”, comentou o treinador. “Aparentemente ele está excelente. Vamos esperar o fim das negociações, a análise dos médicos e aí definir uma data para ele jogar.”

A primeira passagem do jogador pelo São Paulo foi em 2006, quando veio emprestado por seis meses pelo Bétis, da Espanha. Atuou em 12 partidas e anotou 6 gols. Depois de participar durante toda a Libertadores, acabou ficando de fora da final contra o Internacional, pois o time espanhol não quis renovar o empréstimo.


Fonte: UOL

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Show de horror no jogo SPFC X Grêmio Prudente


Pois é.


Mais uma derrota.


Mais uma partida doída de se ver.


Futebol de bola quadrada. De muitos passes errados. De falta de objetividade.


Jogo apático. Revoltante. Vergonhoso.


Tenho pena dos programas esportivos que vão ter que se matar na edição para achar os melhores momentos da partida.

Feio, muito feio.


Aos 48 segundos do primeiro tempo, o Tricolor abriu o placar com um passe de Cléber Santana para Fernandinho, que rolou para Washington marcar.

Assim o coração dos torcedores palpitou de alegria. Que início inusitado, não? Seria a recuperação do Bem Amado?


NÃO.


Aos 21 minutos, em uma cobrança de escanteio de Deyvid Sacconi, Anderson cabeceou para o fundo do gol de Rogério Ceni.


E assim foi. Grêmio Prudente gostou do jogo. São Paulo ficou desestruturado.

E assim foi até o final do primeiro tempo.


Quer dizer... Até o final do segundo tempo, por que o que nós pudemos ver foi um jogo insosso, sem criatividade alguma. Nem preciso falar da expulsão do Júnior César, certo?
Telê Santana se revirando no caixão.


É isso.

O São Paulo que eu conheço é aquele que joga pra vencer. Não estou acostumada a ver esse futebol medíocre.

Empate pra mim é derrota SIM. Ainda mais quando estamos praticamente na véspera de uma partida de LIBERTADORES DA AMÉRICA.


Será que algo vai mudar?

Ricardo Gomes, vai ou fica?


Perguntas sem respostas. Simples.


Só sei de uma coisa: Isso não é futebol para libertar a América, não...

Muito menos para conquistar o Mundo.
(crédito da foto: Gaspar Nóbrega/VIPCOMM)

E hoje teremos... SPFC x GRÊMIO PRUDENTE!

Olá, queridos tricolores!
Tudo bem com vocês?

Hoje nosso Time da Fé enfrentará o Grêmio Prudente, no Morumbi, às 19h30!
E nosso retrospecto é bom. Apesar de que, atualmente, todos os tabus (sejam eles bons ou ruins) estam sendo quebrados. (Oremos)
Foram 6 partidas entre os dois times. E... 6 vitórias do SPFC!
E aquela partida de 2007 ainda está fresca na memória: nosso Soberano marcou 5 em cima do Grêmio (que ainda era Barueri).
Autores dos gols? Richarlyson, Lenilson, Junior, Hernanes e Jorge Wagner.

Vocês já tem algum palpite para o jogo de hoje? Qual será o resultado? E com gols de quem? Opinem!

Eu aposto em... uns 3X0 para nós? Tá de bom tamanho? Com gols de Alex Silva, Washington e Hernanes!
Precisamos afastar esse fantasma que nos ronda. O fantasma da pausa para a Copa...

"Time de guerreiros nunca perde o seu valor! CANTAMOS COM AMOR ETERNAMENTE AO TRICOLOR!"

Sigam-me no twitter! => @tekilando

São Paulo corre para contratar Ricardo Oliveira

Com antecipação da janela, clube tenta acertar com atacante até segunda para escalá-lo em eventual final

Por Alexandre Lozetti


– Pau que bate em Chico bate em Francisco. Quem sabe o São Paulo não se beneficia com essa janela...

A enigmática frase do diretor de futebol João Paulo de Jesus Lopes sobre a antecipação da janela de transferências indica que o clube se mexe em busca de um reforço. A “carta no colete”, termo utilizado pelo dirigente, é Ricardo Oliveira.
O atacante se recupera no Reffis de uma cirurgia no joelho esquerdo e não teria condições físicas de disputar a semifinal da Libertadores, contra o Internacional. Entretanto, o início da próxima semana é o prazo final para inscrição de atletas na competição sul-americana.

Portanto, caso o São Paulo avance à final e queira utilizar qualquer reforço, tem de concretizar a contratação até o fim dessa semana.

Na terça-feira, Ricardo Oliveira confirmou, em entrevista ao LANCENET!, que gostaria de voltar ao Tricolor, mas precisa antes ter uma conversa com a direção do Al Jazira (EAU).

– Não falamos sobre isso ainda. Eu tenho vontade de permanecer no São Paulo, tenho carinho pelo clube e os profissionais, mas não depende só de mim. É uma situação complicada, mas pode ser que as coisas mudem – analisou o centroavante.

No último treino antes do jogo contra o Grêmio Prudente, enquanto os jogadores do grupo participavam do rachão, no campo ao lado, Ricardo Oliveira fazia exercícios sob a observação do preparador físico Sérgio Rocha.

Na próxima semana, o atacante voltará ao médico, que fará uma análise do joelho antes de liberá-lo para treinos intensos. O sonho tricolor é promover a reta final de sua recuperação visando a eventual decisão.

– Já faço tudo que um atleta faz quando está liberado para trabalhos normais, mas prefiro esperar um pouco, respeitar o protocolo. Na semana que vem tentarei minha liberação definitiva e depois conversar com meu clube – projetou Oliveira.


Confira um Bate-Bola com Ricardo Oliveira, atacante do Al Jazira (EAU):

Em 2006, você foi impedido de jogar a final da Libertadores contra o Internacional. Agora, vê de perto o São Paulo se preparar para a reedição do duelo. O episódio vem à sua cabeça?
É inevitável, não tem como não passar pela cabeça. Era uma chance muito grande de disputar a final e conquistar a Libertadores. Eu joguei a primeira partida, havia disputado a final em 2003 (pelo Santos) e perdi as duas, ainda não tenho esse título.

Não dá vontade de entrar em campo e dar o troco quatro anos depois?
Por tudo que aconteceu em 2006, pela forma como as coisas foram levadas, dá vontade sim. Estou me tratando, vendo essa situação, não tem como não me lembrar daquele ano.

O São Paulo não está jogando bem. Você, que acompanha o time de perto, acha que é possível se recuperar antes da semifinal e vencer o Internacional na Copa Libertadores?
Como podemos descartar o São Paulo numa semifinal de Libertadores? Nessa fase, o time ganha força, sabe disputar a competição. Apesar de ter perdido as duas últimas no Brasileiro, é um time bom, está todo mundo esperto, ligado e vão se levantar. Sem menosprezar o Internacional, que tem um ótimo time, mas eu acredito na força do São Paulo.

O Al Jazira pagou caro para te contratar. Acha possível sair agora? O que é preciso fazer?
É uma situação complicada, ainda não cogitamos essa possibilidade, vou conversar com o clube. Se for algo bom para mim e para eles, as coisas podem mudar.

Há um prazo para ocorrer essa conversa e definir seu futuro?
Prefiro não falar nada agora, enquanto não conversar com eles. Depois que isso for conversado, ficará mais fácil falar do futuro.
Fonte: LanceNet

Com boa média, Xandão pode ser a surpresa



técnico Ricardo Gomes não divulgou o time titular que irá enfrentar o Grêmio Prudente, no Morumbi, nesta quarta-feira à noite. No entanto, deixou uma dica: o zagueiro Xandão concedeu entrevista nesta terça-feira à tarde, após o treinamento no CT da Barra Funda.

Geralmente, nas vésperas das partidas, o jogador escolhido para dar coletiva é um que estará em campo no dia seguinte. Mesmo tentando disfarçar, Xandão deverá ser titular da zaga são-paulina neste quarta. Ele poderá formar trio de zaga com Miranda e Alex Silva.

"É bem provável. Estou na expectativa de começar esta partida. Não posso afirmar que vou. Se fui escalado para dar coletiva é bem provável que sim", explicou Xandão.

Se sua escalação for confirmada, o camisa 13 retorna aos titulares no palco onde não costuma tomar muitos gols. No Morumbi, Xandão esteve em campo em seis oportunidades - 395 minutos no total - e sofreu apenas dois gols (para o Grêmio e para o extinto Barueri).

Depois de duas derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro, Xandão espera ajudar o Tricolor Paulista a retomar o caminho das vitórias. Além disso, voltar a mostrar a força defensiva da equipe. O zagueiro, inclusive, disse que esta sequência negativa não assusta o elenco.

"A gente estava em uma sequência boa, mas nesta retomada não conseguimos engrenar. Mas isso não nos assusta. Quando a vitória sair, a confiança vai voltar e tudo vai seguir normal. Time grande tem de estar vencendo sempre", completou o jogador.

Fonte: site oficial

terça-feira, 20 de julho de 2010

Marcelinho e Renato Silva voltam a ser relacionados


Marcelinho ficou fora da lista elaborada por Ricardo Gomes nas duas partidas que o time fez após a volta do Campeonato Brasileiro

O atacante Marcelinho e o zagueiro Renato Silva são as principais novidades na lista de relacionados do São Paulo que enfrenta o Grêmio Prudente nesta quarta-feira, no Morumbi, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Quem também volta é Alex Silva, que cumpriu suspensão contra o Vitória.

Marcelinho ficou fora da lista elaborada por Ricardo Gomes nas duas partidas que o time fez após a volta do Campeonato Brasileiro, que foi paralisado para a disputa da Copa do Mundo da África do Sul. Sua última partida foi contra o Grêmio, no dia 6 de junho, quando entrou no lugar de Marlos.

Já Renato Silva volta aos relacionados do time após seis jogos de ausência. A última vez que foi escolhido por Ricardo Gomes para formar o grupo foi em 30 de maio, quando jogou os 90 minutos do empate por 0 a 0 com o Guarani, em Campinas.

Confira a lista de relacionados do São Paulo:

Goleiros: Rogério Ceni e Bosco
Laterais: Junior César e Diogo

Zagueiros: Alex Silva, Xandão, Miranda e Renato Silva

Volantes: Jean, Rodrigo Souto, Richarlyson e Cleber Santana

Meias: Hernanes, Jorge Wagner e Marlos

Atacantes: Fernandinho, Washington e Marcelinho

Fonte: Terra
Crédito Foto: VIPCOMM

Marlos treina, Dagoberto é vetado e Fernandão vira dúvida para quarta

Por Carlos Padeiro

O técnico Ricardo Gomes deve ter dois desfalques de peso para o duelo desta quarta-feira com o Grêmio Prudente, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Dagoberto está vetado pelo departamento médico, enquanto Fernandão será avaliado pela comissão técnica horas antes de a bola rolar no Morumbi. Ambos não treinaram nesta terça-feira, no CT da Barra Funda.

Já Marlos, que deixou o treinamento da última segunda após sofrer uma pancada na coxa, trabalhou normalmente nesta tarde e provavelmente será titular na partida que começa às 19h30.

Segundo informações dos médicos do clube tricolor, Dagoberto reclama de dores na parte anterior da coxa esquerda, enquanto Fernandão sofreu um trauma no joelho esquerdo.

“Fernandão e Dagoberto saíram do jogo com o Vitória sentindo, e o Marlos foi ontem. É o momento de ter paciência”, comentou Ricardo Gomes.

O treinador deixou claro que a preocupação maior é com a dupla de ataque, já que no caso de Marlos houve apenas uma pancada. Por isso, a tendência é não correr riscos, principalmente com a proximidade das semifinais da Copa Libertadores. Assim, Fernandão não deve atuar nesta quarta.

O time
Na véspera do confronto com o Prudente, a primeira parte do treino foi fechada para a imprensa. A escalação virou um mistério. O zagueiro Xandão foi escolhido pela assessoria de imprensa para conceder entrevista e deu sinais de que estará em campo contra a equipe do interior paulista.

“É bem provável. Não posso afirmar nada ainda. Se me escalaram para dar entrevista é porque posso ter a oportunidade de começar jogando sim”, observou o beque de 22 anos.

Assim, o provável time titular é: Rogério Ceni; Xandão, Alex Silva e Miranda; Jean, Rodrigo Souto, Hernanes, Marlos e Richarlyson; Fernandinho (Cleber Santana) e Washington.

Fonte: UOL

No São Paulo, Xandão deve jogar contra o Grêmio-PP

Zagueiro disse crer na possibilidade de atuar nesta quarta-feira

Em entrevista no Centro de Treinamento do São Paulo, na tarde desta terça-feira, o zagueiro Xandão disse acreditar que deve participar do jogo contra o Grêmio Prudente, nesta quarta-feira, às 19h30, no Morumbi.

- É bem provável, não posso afirmar ainda, mas espero ter essa oportunidade. Se eu fui escalado para dar entrevista antes da partida, é provável que eu comece jogando. Não está confirmado, mas espero que isso aconteça para sair com a vitória - disse o zagueiro.

Xandão, entretanto, se esquivou quando perguntado sobre o fato de quem ele substituirá no jogo desta quarta-feira.

- Não posso afirmar nada ainda, o professor Ricardo vai ter uma conversa com o grupo, mas se eu começar jogando deve ser pelo lado direito do campo, por onde estou acostumado a jogar e sempre joguei no São Paulo - garantiu.

A maior possibilidade é a de que Xandão entre no lugar de Rodrigo Souto, formando o trio de zaga com Alex Silva, que volta de suspensão, e Miranda. Assim, Richarlyson iria para o meio de campo, formando com Hernanes a dupla de volantes do Tricolor.

Fonte: LanceNet
Crédito Foto: VIPCOMM

Para Ricardo Gomes, Inter foi beneficiado pela janela

Treinador do São Paulo disse que não foi correta a antecipação das inscrições de 'estrangeiros' na CBF

O técnico do São Paulo, Ricardo Gomes, não fugiu da polêmica acerca da antecipação da abertura da janela de transferências de jogadores vindos do exterior. O Inter, rival do São Paulo nas semifinais da Libertadores, é um dos times que mais investiu na vinda de atletas que, originalmente, não poderiam ser utilizados na competição sul-americana.

- Beneficia o Internacional, estava pronto para uma situação que não é regular, nunca aconteceu, é a primeira vez em vários anos. Desde a existência da lei, é o primeiro ano. O Inter se preparou e teve boas informações, vai ganhar reforços importantes, mas tudo bem. Isso não assusta, a briga vai ser boa, com eles bem mais fortes, mas vai ser boa - analisou o treinador são-paulino.

- Na realidade ela atinge outros clubes brasileiros que não estão na Libertadores. Agora, falando só de Libertadores, é claro que o Inter sai beneficiado. Acho que não foi correto porque nunca aconteceu - completou Ricardo Gomes.

Ele ainda se esquivou de responder se a manobra tenha sido feita para prejudicar o São Paulo, clube abertamente desafeto da direção da CBF.

- Desconheço esse processo de bastidores, o fato é que mudaram, é a primeira vez, dois clubes brasileiros numa semifinal, um clube já indicando que contratou e esperando pela inscrição. Mas vamos lá, não tem choro, a briga é boa - declarou.

Fonte: LanceNet

Feliz Dia do Amigo, Tricolores!!!



Saudações, Tricolores!!!



Hoje não venho falar do especificamente do futebol do São Paulo FC, mas sim dessa paixão que nos move e une.

Por meio do twitter pude mesmo morando tão longe entrar em contato com uma torcida maravilhosa, às vezes, meio surtada, verdade, mas uma torcida linda.

O São Paulo me proporcionou conhecer pessoas especiais e histórias ímpares... experiências que levarei comigo por toda minha vida...
Como não ser grata à esse Clube lindo depois de conhecer: Aline, Ivy, Lila, Fátima, Millena, Matheus, Caio, Baby, Taty, Dea, Gaby, Maurício Renan, Thaís, Luciana, Aninha, Celi, Silvinha, Jéssica, Otávio, Gustavo, Kleverton, Fran, Thiago, Fernando, Camila, Diih, a galera do FC Xandão enfim centenas de Tricolores... Agradeço a cada uma pela paciência e carinho por mim e mais agradeço por partilhar comigo essa paixão em Três cores!
Não posso deixar de falar em especial da Fê, da May e da Ana, minhas amigas irmãs do SPFC Fanáticas, vocês são muito especiais pra e mim e contem sempre comigo!
E hoje, eu só espero que o JJ seja o nosso maior amigo e nos dê um belo presente... a saída do RG e mais alguns reforços, de preferência um lateral direito!



FELIZ DIA DO AMIGO, MEUS AMIGOS TRICOLORES!!!!!

sábado, 17 de julho de 2010

Deu Vitória


A expectativa era grande, depois de uma triste derrota contra o Avaí a torcida tricolor se decepcionou, cobrou respostas, explicações, mas não obtivemos nada que nos convencesse, continuamos a torcer.
Rola a bola e já aos 13 minutos do primeiro tempo gol do Vitória, e o sentimento de decepção logo volta, não reconhecemos o SPFC, e a quem atribuir a culpa? Ao Rogério Mito Ceni? Jamais, prova disso foram suas belas duas defesas em chutes perigosos, o segundo numa bola parada, e para nos tranquilizar acontece o primeiro gol tricolor e o autor Jean muito criticado ultimamente foi quem nos deu novas esperanças, mesmo não atuando na sua posição de origem, o que não nos agrada. Fim do primeiro tempo 1x1.
A volta ao gramado foi mais desastrosa ainda, acontece o segundo e o terceiro gol do Vitória, e o tricolor sem criatividade para novas jogadas, sem raça e sem vontade, os jogadores andam em campo, passagens lentas e torcida aflita. Numa cobrança de escanteio gol de cabeça do nosso atacante Fernandão (que por sinal não fez uma das suas melhores partidas), bola na rede, a torcida vibra, e a esperança de ao menos um empate continua. Sai Dagoberto e entra Fernandinho, sai Marlos (um dos únicos que não parou de jogar) e entra Cleber Santana, numa bela jogada de Fernandinho a torcida grita gol, mas a bola vai pra fora num toque de Fernandão que logo foi substituído por Washington, foram as três substituições do nosso Ricardo Gomes, o que não melhorou nada, parecia o mesmo time, sentimos falta do Xerifão Alex Sila, mas o que faltou mesmo foi raça, vontade, inteligencia, e principalmente cobrança e orientação que deveria vir do técnico.
Fim de jogo, não deu nem para alcançar um empate, mas deu "Vitória".
A esperança continua, o Tricolor precisa despertar, pois estes pontos que hoje parecem ser bobos são os mesmos que nos fazem falta no final do campeonato. Vamo São Paulo!!!!Vamo ser campeão!!!

Que a Vitória seja Tricolor!

Saudações Tricolores!!!

Hoje já tem mais um desafio para o São Paulo. A ansiedade da volta do Tricolor em campo já passou. Mas a pergunta que não quer calar: O São Paulo vai ou não vai jogar tudo que sabe contra o Vitória hoje lá em Salvador

Sim, sim é essa a pergunta, pois o que foi visto no último jogo na quarta-feira foi um time medíocre sem a mínina vontade de jogar e que ainda tem a ousadia de pedir calma pra torcida.

Não posso vir aqui e passar a mão na cabeça de um time que vence com maestria Cruzeiro e Internacional, e perde em casa pra um time teoricamente inferior como o Avaí, não! Não para um time que quer ser Tetra na Libertadores...

Voltando ao jogo de hoje, está na hora de mostrar pra torcida que o time está preparado pra qualquer desafio, seja no Brasileiro, seja na Libertadores. O retrospecto está a nosso favor, desde 2002 vencemos todos os confrontos. Os jogadores que entrarão em campo neste sábado serão praticamente os mesmos com exceção do Alex Silva suspenso, que cederá a vaga ao camisa 13 Xandão.

A nossa torcida é e sempre será para que o tricolor supere mais essa fase, para que esses pontos não nos façam falta no final do campeonato.

Há quem atribua a derrota do jogo passado, á pausa por conta da Copa do Mundo, há quem diga que justamente por motivo da pausa, o nosso Tricolor deveria voltar melhor do que foi, mais entrosado, e mais confiante...

O torcedor não sabe o verdadeiro motivo, o que nós sabemos é que não podemos aceitar mais uma derrota contra um time teoricamente inferior, e torcemos sempre, pra que isso não aconteça!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Confirmado, zagueiro Xandão quer gol para sua esposa


Nesta sexta-feira de manhã, após o treinamento, o técnico Ricardo Gomes confirmou o zagueiro Xandão na vaga do suspenso Alex Silva para a partida contra o Vitória, neste sábado, no Barradão. E o camisa 13 tem motivos de sobra para acreditar em uma boa atuação e, quem sabe, fazer seu primeiro gol pelo Tricolor.

No próximo sábado, dia 17 de julho, sua esposa Roberta completará 20 anos. Os dois aproveitaram a pausa para a Copa do Mundo e oficializaram o compromisso. Durante os amistosos do time, Xandão marcou dois gols de cabeça contra o São Bernardo, no CT.

"Fiz dois gols e isso me dá moral. Se tiver esta oportunidade de fazer em jogos oficiais vai ser uma alegria imensa. Espero que isso aconteça no sábado, pois vai ser uma data importante. Minha esposa Roberta vai fazer aniversário", ressaltou o são-paulino.

Com a camisa do Tricolor Paulista, Xandão já disputou 20 partidas, sendo 16 como titular e quatro como reversa. Diante do Vitória, ele irá formar o sistema defensivo do São Paulo com Miranda e Richarlyson. Ele espera manter o bom nível que Alex Silva estava apresentando.

"A responsabilidade é em dobro. Temos de substituir bem. Temos estes jogos no Brasileiro para antes da Libertadores para pegar ritmo, confiança e motivação para chegar no dia 28 contra o Internacional e fazer um resultado muito bom", concluiu Xandão.

Fonte: site oficial do SPFC.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Alex Silva espera que a derrota para o Avaí sirva de alerta para a equipe

Um dos líderes do elenco, o zagueiro Alex Silva era um dos mais cabisbaixos ao final da partida contra o Avaí. O camisa 3 pediu atenção aos companheiros e deixou claro que o resultado desta quarta-feira tem de servir de alerta para a sequência da temporada.

- Vacilamos no setor defensivo e no setor ofensivo. Tomamos gols que não costumamos tomar e pouco criamos no ataque. Foi bom isso ter acontecido para que a gente possa acordar. O campeonato recomeçou agora e é preciso estar esperto para quando chegar o jogo contra o Inter – afirmou o defensor, referindo-se ao duelo da semifinal da Taça Libertadores da América.

O volante Hernanes disse que o resultado atrapalhou demais os planos da equipe.

- Esses pontos que perdemos aqui teremos de recuperar fora de casa. Na próxima partida, já temos que nos apresentar melhor e conquistar a vitória. Precisamos de confiança e isso só vem com as vitórias – concluiu o camisa 10.


FONTE: GLOBO.COM

quarta-feira, 14 de julho de 2010

TRICOLOR x Avaí

Saudações Tricolores!
A expectativa era grande, a saudade de ver o Bem Amado Tricolor em campo era ainda maior. O arbitro autorizou, a bola começou a rolar, e o que se via era o Tricolor com maior posse de bola, mas parecia que os nossos jogadores não sabiam o que fazer com ela.
Aos 17 minutos o primeiro sinal, Avaí manda uma bola na trave, falha da nossa zaga diga-se de passagem. E a bola continuou a rolar o nosso Tricolor tinha uma saída de bola lenta, o meio de campo não criava, as tabelinhas não davam certo.
E aí a pergunta: Cade aquele São Paulo que jogou contra o Cruzeiro?
Realmente não era mais o mesmo São Paulo.
Como já se esperava sem Cicinho, Jean era o lateral improvisado, o que nada me agrada. Jean é um excelente volante, mas um lateral fraquíssimo.
Rogério Ceni como sempre atendeu a pedidos da nação São Paulina, e bateu a falta com categoria, por pouco não abriu o placar.
Mas a bola continuava a rolar e o tempo continuava a passar, um time que joga com três zagueiros precisa trabalhar com alas, mas nem Jean nem Junior César agradavam nossos olhos.
O jogo seguiu e no segundo tempo sai Rodrigo Souto e entra Cleber Santana, o que trouxe Richarlyson para sua posição de origem e conseqüentemente o gol do Avaí.
O jogo permaneceu o mesmo, com uma seqüência de passes errados de Marlos e Dagoberto. O Avaí marcou o segundo, em um lance de contra - ataque e com velocidade que o nosso Tricolor não tinha.
O São Paulo pareceu tomar um chaqualhão e atacava, mesmo de qualquer maneira, e foi assim que saiu o gol do Hernanes.
Ainda dava tempo de tentarmos pelo menos um empate, mas como se o nosso técnico teve a idéia incabível de trocar Hernanes por Washington?
É, o empate não saiu!
E assim terminou o jogo Avaí 2 x 1 Tricolor.
Matamos a saudade, mas infelizmente não como gostaríamos!
Algumas coisas precisam mudar no nosso Clube, ou o que vai mudar serão os nossos rostos, se as coisas continuarem como estão, teremos um desfile de rostos tristes!

E vai começar tudo de novo!




Salve salve galera Tricolor!!!

Ah como é bom ver que vai começar tudo de novo e agora é pra valer!
O São Paulo e todo são paulino, acredito eu, está com a cabeça na Libertadores e no futuro (próximo) Tetra, mas não podemos esquecer que antes disso temos alguns jogos no Brasileiro que é de suma importância vencê-los até mesmo pra chegar bem na partida contra o Inter no dia 05/08 no Beira-Rio.
Foi uma longa e angustiante espera pra dizer: "Hoje tem SPFC em campo!". Pra muitos nem deveria ter tido essa parada, que ela foi prejudicial ao time, visto que estávamos numa crescente. Mas se pensarmos bem essa Copa teve suas vantagens e já vou dizer porquê.
Não sei se vocês se recordam, mas tínhamos algumas baixas no time: Alex Silva com corte no supercílio; Miranda contundido; Rodrigo Souto contundido; Marlos contundido... enfim meio time e meio time titular por sinal e por causa disso ganhamos só um jogo dos 3 últimos disputados.
Para o jogo de hoje a história é diferente. Ricardo Gomes não tem nenhum problema pra escalar o time, estão todos aptos pro jogo. E o time deve ser justamento aquele que deu gosto de ver contra Cruzeiro e Internacional, o que nos faz acreditar que tem tudo pra ser um grande jogo e uma grande vitória em casa sobre o time do Avaí que vem com algumas baixas no time titular.

Vejamos os relacionados:
Goleiros: Rogério Ceni e Bosco
Laterais: Junior Cesar e Diogo
Zagueiros: Alex Silva, Miranda e Xandão
Meio-campistas: Richarlyson, Jean, Rodrigo Souto, Hernanes, Marlos, Casemiro, Cléber Santana e Jorge Wagner
Atacantes: Dagoberto, Fernandão, Washington e Fernandinho



Além de força máxima ( sem o Cicinho que voltou pro Roma) podemos notar a presença de Casemiro que veio da base e Washington que volta ao grupo depois de um certo tempo.

Devemos entrar em campo no 3-5-2 com: Rogério Ceni; Jean, Alex Silva e Miranda; Ricky, Júnior César, Rodrigo Souto, Hernanes e Marlos; Dagoberto e Fernandão.

O Avaí deve jogar com: Renan; Patric, Emerson, Gabriel e Eltinho; Marcinho Guerreiro, Rudnei, Rivaldo e Caio; Robinho e Roberto.

Sabemos que o jogo se decide dentro de campo, em tese temos o melhor time, cabe agora provar isso, vencendo o Avaí. Vamos torcer pra isso! Lembrando que hoje o jogo é às 19h30.


COMO EU TE AMO TRICOLOR! COMO EU TE AMO DEMAIS!!

Justiça não autoriza a antecipação da janela de transferências

No que depender da Justiça do Trabalho, os clubes basileiros não deverão inscrever os jogadores que foram contratados de times do exterior antes do prazo previsto. O titular da 20ª Vara, Carlos Alberto May, foi quem indeferiu a solicitação de antecipação da janela de transferências para os atletas repatriados. A informação é do jornal Zero Hora.

Com a decisão, os jogadores contratados vindos do exterior só estão liberados para atuar por suas equipes a partir de 1º de agosto. O pedido de liminar havia sido feito pelo advogado da Associação nacional dos Atletas Profissionais e do Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul, Décio Neuhaus.

Agora, Neuhaus fará o pedido por meio de outro fórum trabalhista. O dirigente alega que os jogadores não devem ter de esperar até agosto para poder trabalhar. O prazo para a inscrição na Taça Libertadores é 26 de julho. Até lá, o Inter precisa obter a autorização para inscrever o trio.


Fonte: Globo.com

terça-feira, 13 de julho de 2010

Parada para a Copa deixa Tricolor ainda mais forte

Após um mês de treinamento, já que o Campeonato Brasileiro e a Libertadores pararam por conta da Copa do Mundo da África do Sul, o técnico Ricardo Gomes se mostra satisfeito com o desempenho do grupo são-paulino neste longo período sem jogos.

Segundo o treinador, estas semanas serviram para que ele pudesse, além de corrigir alguns erros, aprimorar o que já estava dando certo. No entanto, agora, Ricardo espera que todo o trabalho seja mostrado dentro de campo já nesta quarta-feira à noite contra o Avaí.

"Aprimoramos a parte física e tática. Agora é colocar em prática e pontuar no Brasileiro. Estávamos bem antes da parada, mas cometendo alguns erros. Os treinos ficaram na base da recuperação. Agora é aplicar tudo isso que treinamos", explicou Gomes.

Durante a paralisação para o Mundial, o Tricolor Paulista realizou quatro amistosos: São Bernardo, Red Bull, Pão de Açúcar e Paulista. Além dos treinamentos, o São Paulo aproveitou para resolver algumas pendências. Washington e Cleber Santana, que poderiam deixar o clube, permaneceram e estão à disposição de Ricardo Gomes.

"Agora todo mundo está no mesmo nível técnico e físico. O nosso time está mais forte. Esta parada deu mais tempo para ajeitar aquilo que faltava dentro de campo", completou Richarlyson.

Com 11 pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro, o Tricolor é o sexto colocado. Antes de enfrentar o Internacional pela Libertadores, a equipe terá pela frente o Vitória, Grêmio Prudente e Santos na competição nacional.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

São Paulo, 9 de julho: só um paulista titular: ALEX SILVA

Nascido em Amparo, o zagueiro Alex Silva representa o estado

9 de julho. Feriado em São Paulo em comemoração à Revolução Constitucionalista de 1932. A data marcou o início do conflito armado dos paulistas contra as tropas do governo federal e tinha a intenção de derrubar o então presidente provisório Getúlio Vargas e estabelecer uma nova constituição. São Paulo não venceu, mas o movimento ficou marcado na história do estado e do país.

Clube que leva o nome do estado, o São Paulo Futebol Clube hoje conta, curiosamente, com apenas um paulista em seu time titular: Alex Silva, nascido em Amparo, a 125 km da capital. Dos 11 titulares de Ricardo Gomes, os paranaenses predominam com quatro atletas: Rogério Ceni, Miranda, Marlos e Dagoberto.

Além deles, o time conta com um potiguar, um sul-mato-grossense, um pernambucano, um goiano e dois fluminenses. A diretoria costuma exaltar essa diversidade, já que representa a variedade da própria cidade de São Paulo.

Apesar de apenas Pirulito ser paulista no time titular, o elenco de 27 jogadores conta com alguns reservas nascidos no estado. São os casos do goleiro Denis (Jaú), os zagueiros Xandão (Araçatuba) e Samuel (São Paulo), o lateral Thiago Carleto (Diadema), os meias Wellington (São Paulo), Casemiro (São José dos Campos) e Sérgio Mota (São José dos Campos), além do atacante Fernandinho (São Paulo).

Confira o local de nascimento dos titulares:

Rogério Ceni: Pato Branco (PR)
Alex Silva: Amparo (SP)
Miranda: Paranavaí (PR)
Richarlyson: Natal (RN)
Jean: Campo Grande (MS)
Rodrigo Souto: Rio de Janeiro (RJ)
Hernanes: Recife (PE)
Marlos: São José dos Pinhais (PR)
Junior Cesar: Magé (RJ)
Dagoberto: Dois Vizinhos (PR)
Fernandão: Goiânia (GO)

Fonte: Lance Net
Por Marcelo Braga

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Jovem Casemiro será aproveitado nos profissionais do São Paulo

Volante das categorias de base treinará na Barra Funda

Enquanto atletas importantes podem estar deixando o São Paulo e a diretoria não traz reforços, alguns jogadores da base aproveitam o espaço. O volante Casemiro é o primeiro deles.

O jogador foi um dos destaques do time que conquistou a Copa São Paulo de Futebol Junior em janeiro deste ano. Ele participou dos três jogos-treino comandados por Ricardo Gomes durante a parada da Copa do Mundo. O treinador aprovou a atuação do garoto e decidiu mantê-lo no time profissional.

Com a saída de Cicinho, Jean foi deslocado mais uma vez para a ala direita. Sendo assim, Rodrigo Souto ficaria sem um reserva imediato. Casemiro pode ser esse jogador.

- Gosto de atuar à frente da zaga, como primeiro volante, dando proteção aos zagueiros e facilitando a saída de bola - disse o atleta ao site oficial do São Paulo.

Outros garotos da base foram utilizados ao longo dessa semana, como o atacante Lucas Gaúcho e o meia Dener. Porém, a tendência é de que eles continuem treinando em Cotia.

Fonte: Lancenet

Sem alarde, São Paulo coloca à venda ingressos para jogo contra o Inter

Sem alarde, o São Paulo já vende ingressos para a partida de volta das semifinais da Copa Libertadores contra o Internacional. O site responsável pela venda online disponibiliza entradas seis cinco setores: cadeiras especiais, arquibancadas especiais, Visa Infinite, Espaço Unyco, Térreo Visa e Club América. O jogo acontece no dia 5 de agosto, uma quinta-feira, às 21h50.

Destes, o mais caro é o Visa Infinite, localizado no anel intermediário, na antiga numerada azul. O ingresso do setor sai por R$ 360 e não há a possibilidade de compra de meia-entrada.

Pouco mais barata é a entrada para o Espaço Unyco, que custa R$ 240. Por R$ 200, o torcedor pode comprar ingressos para o Club América. Ambos ficam no antigo setor térreo azul. Ambos não têm meia-entrada.

Entre o Espaço Unyco e o Club América fica o Térreo Visa, que tem ingressos a R$ 160. A meia-entrada custa R$ 80.

Ingressos disponíveis também para as antigas arquibancadas amarela e vermelha. As arquibancadas especiais (atrás do gol do portão 1) têm ingressos a R$ 70, preço da meia-entrada das cadeiras especiais (central), cuja entrada inteira sai por R$ 140.

Ingressos para os demais setores do estádio deverão ser disponibilizados para os sócios-torcedores a partir do início de julho. O torcedor comum só poderá comprar entradas nos guichês do Morumbi uma semana antes da partida, de acordo com a diretoria.

Fonte: UOL