sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Entrevista exclusiva: Alex Bruno

Alex Bruno é O cara. Um ser humano maravilhoso, dedicado, esforçado, humilde e cheio de fé. É o paizão da Eloah! Representou o nosso Maior do Mundo muito bem em 2005, sendo peça importantíssima para a conquista da Libertadores da América e, consequentemente, do Mundial. Fez parte de uma das melhores zagas da história do Tricolor Paulista. Está no Nacional, da Ilha da Madeira (Portugal).

Hoje, traremos para vocês uma entrevista exclusiva com ele.


Fanáticas: Em 2004, você fazia parte daquele elenco do Santo André, que foi campeão da Copa do Brasil. Como foi conquistar esse título em cima do Flamengo, no Maracanã lotado? Qual a sensação de entrar em campo com a mídia dando como certo esse título para o Flamengo?

Alex: Realmente pra nós do Santo André (time que só jogava em estádio com mil pessoas, 2 mil pessoas), jogar dentro do Maraca com 80 mil pessoas, a adrelina sobe bastante, vem aquele friozinho na barriga... Mas foi muito gostoso esse jogo e foi nele que o São Paulo me contratou. Por isso tenho um carinho enorme por esse título, pelo Santo André, que me deu oportunidade, e pelo grupo de jogadores.

Fanáticas: Como foi a chegada ao São Paulo Futebol Clube? Qual seu sentimento quando ficou sabendo do interesse desse time?

Alex: Primeiro você não acredita muito, acha que é coisa de empresários, mas quando acordei no outro dia e saiu nos jornais que o São Paulo e mais outros times estariam interresados no meu futebol, fiquei muito feliz! Não dormi até o dia que se concretizou, foi um dos dias mais feliz da minha vida.



Fanáticas: Quem foi o seu grande amigo do elenco de 2005, que você ainda mantém contato?

Alex: Olha, aquele grupo de jogadores era demais! Todos eram amigos, falar só de um é complicado. Poxa, formei grandes amigos, principalmente o trio de zaga Fabão, Lugano e Edcarlos. Tinha também o Fábio Santos e o Renan, que são grandes amigos até hoje. O Bosco é um cara sensacional, amigão até hoje. O Ceni, Danilo, Grafite, Amoroso, Souza, Hernanes, Denílson, Ricky, etc... Depois cada um segue sua vida e perde um pouco contato. Mas na época, o Cicinho era meu melhor amigo, sem dúvidas. Ficávamos o dia inteiro juntos, é meu irmão até hoje. Hoje tenho mais contato com o Renan, Fábio, Edcarlos, Bosco, Marco Antônio (meu amigão), sempre falo com esses. Mas até hoje tenho uma amizade muito forte com todos no clube, desde roupeiros, seguranças, a tia da cozinha, os assessores de impressa, fisioterapeutas... Tenho carinho enorme por todos. Nossa, já ia esquecer do Mineirinho, sensacional esse cara. Todo dia na concentração levava a palavra para nós, jogadores.

Fanáticas: Você, Lugano, Fabão e Edcarlos começaram o que seria a muralha Tricolor dos anos seguintes, uma das melhores zagas da história do SPFC. Quais eram os pontos positivos daquele quarteto?

Alex: A nossa amizade era muito forte, e continua sendo até hoje. Não existia vaidade, e sim muita vontade de jogar, sempre respeitando o companheiro. Aprendi muito com eles ali, nós nos completávamos. Cada um tinha seu jeito de jogar e nós sabíamos, nos conhecíamos muito bem, então ficava mais fácil. O Lugano é sensacional, pra marcar e chegar igual a ele não tem. O Fabão, na minha opinião, o melhor que já joguei ao meu lado. Bola aérea? Não tem melhor que ele! E o Edcarlos, muito forte. Na época ele era um menino, mas mostrou uma baita personalidade na final do Mundial e foi um dos melhores em campo.

Fanáticas: 14 de Julho de 2005 - final da Libertadores, Morumbi lotado. Primeiro jogo 1 x 1. Boca do túnel, qual era seu sentimento naquela hora?

Alex: O mais gostoso era antes dos jogos, nós em nossos quartos e os canais de TV fazendo aquelas chamadas com o torcedor, mostrando todo o amor, ingressos esgotados... Isso me motivava muito. No meu ponto de vista, o primeiro jogo da Libertadores foi o meu melhor com a camisa do Sampa.
O sentimento é complicado de explicar, só sei que a gente se transforma naquele momento e só pensa no jogo, pra chegar logo, pra se preparar pra guerra... Bom demais, saudades de sentir isso de novo.

Fanáticas: O que significou aquele Tricampeonato Mundial pra você, Alex?

Alex: Uma sensação especial, só caiu a ficha quando chegamos no Brasil. Estava tudo parado, viajamos mais de 24 horas e quando chegamos, foi mais 15 horas de comemoração em cima do carro de bombeiros. Inesquecível, a chegada no Morumbi foi linda demais...




Fanáticas: Tem alguma curiosidade daquele elenco campeão que você possa contar pra gente?

Alex: A gente tinha mania de sempre eleger um jogador com a roupa mais feia, e ia para o cabide todo treino. Eu era uns dos mais escolhidos (brincadeira, a galera não conhecia nada de moda.)

Fanáticas: Você teve uma passagem rápida pelo Botafogo em 2007, voltou pro Tricolor e quando já estava recuperando seu lugar no time, acabou rompendo os ligamentos. Como ficou sua cabeça naquele momento, ficar em recuperação, perder o lugar de novo?

Alex: Tive uma passagem pelo Botafogo maravilhosa, e tive mais 4 propostas quando retornei ao Sampa. Foi muito bom lá.
Não foi só na minha volta do Botafogo que tive problema com o tornozelo. Rompi em 2006, fiz duas cirurgias de tornozelo no São Paulo. Não serve como desculpa, mas me atrapalhou muito. Nunca tive problema, mas no meu primero treino levei um carrinho do Souza. Não esqueço até hoje, meu tornozelo nunca mais foi o mesmo. Foram mais de 12 torções até a primeira cirurgia, já joguei com ele rompido, não podia ter sequência... Isso me atrapalhou demais, mas fazer o quê, DEUS quis assim e graças a Ele hoje não tenho mais problema algum de tornozelo, estou zerado.


Fanáticas: Após 2006, você não conseguiu se firmar no São Paulo e foi emprestado algumas vezes. Você sente alguma mágoa do clube por não ter tido a oportunidade de continuar defendendo o clube?

Alex: Nenhuma, Pude jogar com todos, e eles me deram oportunidades. Às vezes não agarrei. Eles só me emprestavam quando eu voltava de cirurgia. Eu precisava jogar, então eu pedia pra sair também, por que sabia que a defesa estava muito bem e demoraria pra ter minha oportunidade. O Juvenal sempre foi muito sincero comigo e me deixava à vontade para escolher. Ele tinha um carinho muito grande por mim, sou muito grato a ele, por tudo que fez por mim. Sempre tem alguns problema, como teve, mas sempre serão resolvidos.

Fanáticas: Qual foi o momento mais difícil da sua carreira? Em algum momento pensou em desistir de jogar futebol?

Alex: Está sendo aqui.
Graças a Deus aí no Brasil eu só peguei times bons, como a Portuguesa, Figueirense, Botafogo e Galo. Só tive um probleminha com o Botafogo (com salários), mas perto do que estou passando aqui, isso não é nada.

Fanáticas: Agora qual foi o momento mais marcante, aquele que você vai levar pra sempre?

Alex: Nossa, falar de só? Tive vários momentos especiais. Primeiro foi ter sido campeão da Taça São Paulo de Futebol Juniores pelo Santo André, onde pude subir para o time profissional do Santo André. Depois disso, a Copa do Brasil me marcou demais. A minha vinda pro Sampa... Mas o melhor de todos os momentos foi a Libertadores, esse foi demais.
Antes da final do jogo contra o Flamengo, na final da Copa do Brasil, minha mãe me ligou e falou do meu pai. Fazia 17 anos que ele tinha ido embora naquele mês. Disse que ele estava lá em cima, olhando por mim e me dando força. Acho que por isso que eu joguei tanto aquele dia. Foi o meu melhor jogo até hoje, isso foi o que mais me marcou no futebol.

Fanáticas: Como é o Alex fora de campo?

Alex: Um grande pai, que preza pela família. Minha filha hoje é a minha maior vitória, fico bobo com ela. Gosto muito de sair pra brincar com ela, isso faz com que eu esqueça tudo. Sempre em busca dos meus sonhos e ajudar ao próximo. Nunca deixo de agradecer a DEUS por tudo que ele faz em minha vida.


Fanáticas: Agora nos conte como está sua vida aí em Portugal. Como tem sido a experiência de jogar fora do Brasil?

Alex: Não está sendo das melhores. Estou com problemas financeiros com o clube, isso é complicado, mas prefiro não falar. Tenho certeza de que vai melhorar...

Fanáticas: Ainda nessa semana você foi homenageado pela torcida do São Paulo na pessoa da nosso amiga Fê Santana, que também é da equipe SPFC Fanáticas.
Como você vê o carinho dessa torcida depois de tanto tempo?

Alex: A torcida do Sampa é maravilhosa, graças a DEUS sempre me deram muito carinho. Peguei uma época vitoriosa com muitos títulos, sem perder clássicos, isso tudo criou um enorme respeito. Sou grato até hoje..
Gostaria de agradecer a homenagem que a Fê fez também, obrigado a vocês!

Fanáticas: Queremos mais uma vez te agradecer pelo carinho e atenção, por sua disponibilidade em nos atender. E mais, agradecemos por ter feito parte das nossas vidas e da nossa história jogando no Mais Querido! Pode ter certeza que nós sempre lembraremos de ti com carinho e admiração.

Alex: Vocês estão de parabéns pelo trabalho que estão fazendo. Isso nos motiva muito, vocês não fazem idéia. Aqui em Portugal sinto muita falta deste carinho todo, desta aproximação. Um grande abraço a todas SPFC Fanáticas e a todos os leitores.
Fiquem com DEUS.

(para conferir a homenagem da Fê Santana para o Alex, é só acessar http://bit.ly/axrpIh )

16 comentários:

  1. Só pra ser a primeira no lugar da Dri.

    ResponderExcluir
  2. Eu sou suspeitíssima para falar do Alex. Sou fã n° 1 desde os tempos de Santo André. Quase fui na recepção do Ramalhão, quando ganharam a Copa do Brasil. Tê-lo como amigo é mais do que um prazer. Especial demais, batalhador demais. Um guerreiro. Zagueiro técnico, habilidoso, talentoso. Futebol bonito de se ver. Torço muito por ele e, aonde quer que ele vá, eu vou junto, torcendo e incentivando. Merece as coisas mais maravilhosas do mundo!

    Volta, Alex!

    ResponderExcluir
  3. Sua, sua sua @#$%&$%#... vc me paga, Fê! hahaha...

    Simplesmente fantástica. Alex mostra que não só é um grande jogador, é tbm um grande pessoa. É maravilhoso saber que um cara desses defendeu as nossas cores! Espero que ele volte um dia pro Melhor do Mundo!

    Parabéns ao Alex e a todas SPFC Fanáticas!

    ResponderExcluir
  4. Show de bola, o caa é fantástico tanto como pessoa, como atleta, humildade que ele tem, simplicidade, só faz a admiração crescer mais.

    Parabéns meninas.

    William Pÿl

    ResponderExcluir
  5. Muito boa a entrevista, relembrar velhos tempos e conhecer um pouco mais desse excelente jogador que é o Alex, saudades dele no SPFC.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Demais sua entrevista, Fê!!! Mandou bem! Esbanjou um talento enorme nas perguntas e nos lembrou de um zagueiro importante para os maiores títulos do São Paulo nos últimos anos. Nos mostrou também o sangue bom que o cara é. Minha sugestão para a próxima entrevista: Juvenal Juvêncio! Será a melhor do ano, Fê! Queremos Tekilando entrevistando o velhote! Toda a verdade e segredos desvendados!

    ResponderExcluir
  7. Muito boa a entrevista com o Alex Bruno.

    Deu até pra relembrar um pouco de 2005 =)


    Parabéns Fanáticas!!

    ResponderExcluir
  8. Fico muito grata ao Alex, pois fez parte do nosso TRI.

    Ótima entevista. Parabéns Meninas.

    ResponderExcluir
  9. Nossa, quero primeiro pedir licença aos nossos leitores para fazer um auto elogio:"Estou orgulhosa de nós!"
    Orgulhosa em poder ler essa entrevista aqui, e em poder apresentar outras qualidades do Alex que os nossos leitores não conhecem, em poder conhece-lo melhor também!
    Alex é sempre muito atencioso, e sempre muito carinhoso com os fãs, e com todos os torcedores do Mais Querido!E olha como a torcida retribui...
    Com muito carinho, mas não chega perto do que ele realmente merece, não só pelo que fez pelo clube, mas pela pessoa de humildade caratér ímpar que é! Alex estou de verdade emocionada com essa entrevista, me fez relembrar 2005 e cai em lágrimas, mas tbm estou emocionada com a sua simplicidade, humildade, com a forma de enxergar a vida e os desígnios de Deus!
    Obrigada mais uma vez!
    E a minha equipe de fanáticas MEUS PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  10. Mataram a pau com essa entrevista.

    Alex Bruno sempre merecerá o respeito de qualquer são-paulino. O "zagueiro do tri".

    Parabéns a todos vces, e virei mais fã ainda do Alex. Já era fã na época aqui do Ramalhão. COmo disse a Fê sober a recepção depois de ganharem a Copa do Brasil. Eu fui e foi emocionante, grande conquista.

    Beijo e abraços

    @renan_loopes

    ResponderExcluir
  11. Orgulho dessas meninas!
    Fenômenal entrevista!
    Alex, "sangue no zóio".
    Saudades...

    ResponderExcluir
  12. Tão que tão hein mulherada!
    Muito bacana a entrevista! Parabéns.

    Grande Alex, merece muito nosso respeito e admiração.

    Valeu... Beijos.

    @kLev_

    ResponderExcluir
  13. Ahhhh ele é um fofoooo...

    Parabéns Driiii....excelente entrevista...o Alex é um grande jogador...quem sabe um dia ele voltaaaa ao tricolor....=]

    Perfeitooooo.....e mais uma vez parabéns pra meninas do blog

    Bjaummm

    ResponderExcluir
  14. Excelente entrevista!!! Parabéns

    ResponderExcluir
  15. ...Muito boa essa entrevista com o Alex Bruno,se ve que ele ainda guarda com carinho sua passagem pelo melhor do mundo.!Parabéns à quem fez a entrevista e aos colaboradores,excelente esse blog..! :)

    ResponderExcluir
  16. Priiimoo sz '
    eu te amoo Alex Bruno

    Ass : Maary Elena Saalu

    ResponderExcluir